Keith Prowse Entertainment Travel Brasil
CÂMBIO ATUALIZADO
Dólar (US$)= R$ 3,61    Euro (€) = R$ 4,40    Libra (£) = R$ 5,00   
23
abr
AV. Brigadeiro Faria Lima, 558 - Cj 42
São Paulo - SP 05426-200, Brasil
Central de Atendimento Telefone +55(11)3167-2757
BLOG

Borgonha

SABORES E AVENTURAS DA BORGONHA

A região francesa da Borgonha oferece culinária singular, vinhos famosos, paisagem medieval e atrações para os fãs do automobilismo.

Que a França é lugar de bons vinhos, alta gastronomia e monumentos históricos, você certamente já sabe. Há, contudo, um lugar em que esse trio de atrações se fortalece cada vez mais, seduzindo visitantes do mundo todo: a Borgonha. Situada apenas 300 km ao sul de Paris, ela é fácil de desbravar, seja de trem ou de carro.

E a idéia é essa mesmo: vagar ao longo de pequenas e agradáveis estradas, cruzando pequenas vinícolas, pousada charmosas, restaurantes premiados, castelos e igrejas com às vezes até mil anos de idade. A Borgonha brinda seus hóspedes com cores, perfumes, sabores e paisagens peculiares. Também oferece inúmeras atividades esportivas e de natureza.

Cenário inigualável – A região ocupa 6% do território francês, mas tem somente 2,7% do total de habitantes (cerca de 1,6 milhão de pessoas). Por isso, exibe uma das mais baixas densidades populacionais da Europa.

Para o turista, isso se traduz num cenário deliciosamente bucólico e sossegado. Nos pequenos povoados ou mesmo nas cidades maiores, como Dijon e Beaune, a vida segue como no passado.

Faz sentido: ao contrário do resto da França, a Borgonha escapou quase ilesa dos bombardeios nas duas guerras mundiais do Século 20. Por isso, o que mais se encontra são construções das mais variadas épocas – da Idade Média, há quase um milênio, à Belle Epoque, há cerca de 100 anos.

Basta ver o arco de Port Guillaume ou o Hotel de la Cloche, ambos em Dijon, para comprovar isso. Construídos no final do Século 19, eles brilham como novos. Igualmente espantoso é o nível de conservação de relíquias do nível da Igreja gótica de Notre Dame, construída a partir do Século 13. Notre Dame impressiona os visitantes com suas com suas enigmáticas gárgulas e com aquelas calhas para desaguar a chuva, em forma de monstros e demônios.

Viaje para a Borgonha e por toda a França com a www.keithprowse.com.br

Tours, atividades culturais, esportivas, hospedagem e lazer.

Fonte: http://viajandoporesporte.com/2013/09/25/sabores-e-aventuras-da-borgonha/ 



Nome
Coment�rio

Borgonha

Sabores da Borgonha

A região francesa da Borgonha oferece culinária singular, vinhos famosos e paisagem medieval

Que a França é lugar de bons vinhos, alta gastronomia e monumentos históricos, você certamente já sabe. Há, contudo, um lugar em que esse trio de atrações se fortalece cada vez mais, seduzindo visitantes do mundo todo: a Borgonha.
A Borgonha brinda seus hóspedes com cores, perfumes, sabores e paisagens peculiares.

Aromas e sabores - Bem mais novo, porém encantador, é Mercado de Dijon – ponto obrigatório para os turistas. Ele magnetiza os olhares a começar pela sua estrutura metálica, com detalhes que lembram a Torre Eiffel. Isso porque seu projetista foi ninguém menos que Gustave Eiffel, nascido e criado na Borgonha.
Dentro, as cores e aromas dão água na boca. O mercado vende desde pimentões gigantes até quiches, galinhas caipiras, defumados, cassis e mostarda.

Vale ressaltar que cassis e mostarda são orgulhos em Dijon. Quem nunca ouviu falar da Mostarda Dijon? São dezenas de as variedades: pura, com sementes, misturada a mel, pimenta, tomates, cebola, cerejas, frutas e até conhaque. O lugar certo para comprar, anote, é a Boutique Maille, que há 263 anos comercializa apenas mostardas e outros molhos e condimentos.

Já o cassis deu origem ao refrescante drinque chamado kir. Trata-se de mistura do xarope da fruta com vinho branco gelado, feito da uva aligoté. Unidos, eles dão origem a um aperitivo leve e doce, servido em quase todas as refeições nos melhores restaurantes.
Por falar em vinho, ele é o orgulho da Borgonha. É nela que se produz, por exemplo, aquele considerado o mais caro do mundo : Romanée-Conti – cerca de US$ 3000 por garrafa. Para não falar de outros adorados pelos enólogos mundo afora, como os de Chassagne Montrachet ou Chablis.

Mas não pense que é preciso gastar muito para degustar bons tintos, brancos e roses. Há ótimas opções a partir de 20 euros. Você as encontra saindo de Dijon, na Rota dos Grand Crus. Nada menos que 273 vinícolas da região estão abertas à visitação e têm suas próprias lojas.

Como achá-las? Elas se espalham à beira das estradas principais e secundárias. Basta ficar atento a uma placa de sinalização com o nome “Des Vignes em Caves” na porta. Ela indica que a vinícola faz parte da associação criada para receber turistas diretamente nos vinhedos e caves.

Vamos para lá com a Keith Prowse?
Fonte: Blog - Viajando por esporte: http://goo.gl/z4Y0yM



Nome
Coment�rio


Receba Nossos Informativos
PACOTES
Pacotes
Receba Nossos Informativos
OS MAIS PROCURADOS
Miami Tours 2018
Miami Tours 2018
Reino Unido Tours 2018
Reino Unido Tours 2018
Cirque du Soleil 2018
Cirque du Soleil 2018