Keith Prowse Entertainment Travel Brasil
CÂMBIO ATUALIZADO
Dólar (US$)= R$ 5,61    Euro (€) = R$ 6,59    Libra (£) = R$ 7,31   
11
ago
AV. Brigadeiro Faria Lima, 558 - Cj 42
São Paulo - SP 05426-200, Brasil
Central de Atendimento Telefone +55(11)3167-2757
BLOG

Suíça

 Clique aqui.



Suíça

 Na Suíça, trens levam turistas aos Alpes e à estação ferroviária mais alta da Europa

A melhor forma de conhecer a Suíça é como passageiro, sem automóvel, de trem. Das bucólicas cidadezinhas com vacas e cabras na vizinhança dos trilhos aos picos nevados a mais de 3.000 m de altitude, todos os recantos do país europeu de 7,5 milhões de habitantes se deixam visitar por meio do transporte coletivo e ecológico, movido a eletricidade.
São cerca de 5.000 km de linhas de transporte ferroviário, com mais de 1.000 km de trajetos íngremes, na cordilheira dos Alpes e demais formações montanhosas.
Para os turistas, existem sete rotas especiais, as chamadas "rotas cênicas": Glacier Express, Bernina Express, GoldenPass Line, Guilherme Tell Express, Palm Express, Pre-Alpine Express e RegioExpress Lötschberger. Elas percorrem o país de norte (Romanshorn) a sul (Lugano) e de leste (Davos) a oeste (Montreaux), contemplando as múltiplas paisagens e culturas da Suíça.
A rota mais procurada, segundo Andreas Nef, do Swiss Travel System, é a Glacier Express, que em oito horas leva os viajantes de Zermatt à badalada St. Moritz, passando por Davos, sede do Fórum Econômico Mundial. Os vagões têm janelas panorâmicas, com parte do teto envidraçado, o que permite a visão privilegiada das montanhas nevadas.
Um ponto de vista ainda mais espetacular, equivalente ao horizonte que enxerga o condutor do trem no vagão da frente, pode ser reservado com antecedência na rota que liga as cidades de Montreaux e Lucerna. Na cabine especial da GoldenPass Line se acomodam oito passageiros. Nos demais vagões, ainda que a vista seja apenas lateral, ela não é menos bonita.
Em cinco horas de viagem, vai-se do francês da "Riviera suíça", no sudoeste, em meio a palmeiras e vinhedos, ao idioma dos alemães no coração geográfico do país, que é Lucerna.
No miolo da rota está Interlaken, um dos principais destinos de lazer e aventura da Europa, cujo nome significa, literalmente, Entre Lagos: os gigantescos Thun e Brienz, circundados pela paisagem alpina de florestas de pinheiros, com a moldura, ao fundo, dos picos Eiger, Monch e Jungfrau.

Conheça a Suíça com a www.keithprowse.com.br



SUÍÇA

Nos meses mais frios do ano, a terra dos relógios precisos e das vacas gorduchas lota de turistas ávidos por curtir o frio em meio ao charme dos Alpes, com direito a muito chocolate quente e fondue, no calorzinho das lareiras. Mas é no verão que se tem a oportunidade de vivenciar as quatro estações de uma só vez.

Enquanto moradores de Zurique aproveitam os meses mais quentes para se banhar nas águas límpidas do Rio Limmat, nos mais de 200 centros de esqui suíços os picos de neve eterna garantem temperaturas abaixo de zero seja qual for a época do ano. Nessa brincadeira de tá quente, tá frio, a fantástica rede ferroviária exerce papel fundamental. O turista embarca no calor do verão e desembarca, com luvas, cachecol e dentes batendo, em montanhas com temperatura abaixo de zero.

A Suíça é dividida em treze regiões turísticas. A principal atração da Suíça são as paisagens dos Alpes Suíços. O país não é um destino, mas uma passagem obrigatória no centro da Europa. Seguem mais 2 lugares que você não pode perder:

Excelência e agito de Zurique
A maior cidade da Suíça oferece excelente gastronomia, uma infinidade de oportunidades de compras e um movimentado centro urbano. A Bahnhofstrasse é a melhor rua da cidade para se fazer compras. Belas igrejas, como a Fraumünster (construída em 852) e a Grossmünster (construída em 1100) ajudam a contar a história do passado de Zurique. Depois de uma tarde no calçadão à beira do lago, visite Niederdorf, com suas lojas singulares e artesãos atarefados durante o dia e excelente comida e animados clubes à noite.

Beleza e história em Berna
A capital da Suíça é repleta de tradições seculares e talento moderno. Da catedral gótica do século 15 - Catedral de Berna (Berner Münster) que levou mais de 460 anos para ser concluída ao comércio da rua principal e a moda atual, Berna é o segredo mais bem guardado do viajante. Não deixe de visitar a histórica Cidade Velha, com a torre do relógio Zytglogge. A cidade velha, construída no século 15, é hoje considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Deixe que a Keith Prowse e a The One Viagens guie você até lá. Consulte-nos! www,keithprowse.com.br





Receba Nossos Informativos
PACOTES
Pacotes
Receba Nossos Informativos
OS MAIS PROCURADOS
Cirque du Soleil 2020
Cirque du Soleil 2020
Londres West End 2020
Londres West End 2020
Roland Garros
Roland Garros